UM CONTO, UMA HISTÓRIA, UMA POESIA…

É PRECISO
(Moacyr Félix)

É preciso ser radical como o tiro
na testa. É preciso ser radical
como o coito quando o óvulo é
fecundado sem dúvida.

É preciso ser radical como esse ódio
em que sou todo uma porção de gomos
de amor. Radical como a pá do lixeiro
sobre a infância naufragada nessas ruas
em que encontro amigos e inimigos, gente
em cujo rastros anda sagrado o meu poema.

Radical como o silêncio nas prisões
em que Nazim e Miguel Hernández desenhavam
o céu para as estrelas que morriam
no ar
em que eles aprendiam cada vez mais a imensidão.

É preciso ser como a decisão das nuvens
quando os oceanos lhe enviam a semente
de uma tempestade enorme sobre o mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s