O CAPITALISMO EXPLICADO EM DEZ QUADRINHOS

Marx em dez quadrinhos

Anúncios

8 Respostas para “O CAPITALISMO EXPLICADO EM DEZ QUADRINHOS

  1. só um pouquinho mais complexo hoje em dia, mas vá lá.

    • Tens razão. Ainda assim, a tal “crise” nada mais é do que a extenuação de um modelo produtivo vicioso. Quando a cobra chega perto de engolir o chocalho, os financistas gritam, os governos abanam o rabo e o trabalhador paga a conta.

  2. Uma vez fui a uma entrevista de emprego e no fim, disse que aquela empresa não servia pra mim. Foi tão engraçado ver a cara dos contratantes. As coopertivas são uma boa alternativa a esse modelo de mercado, mas mesmo elas, parecem que foram contaminadas pelas idéias neoliberais.

  3. Um tanto quanto simplista (pois desconsidera fatores como a capacidade de gerenciamento, investimento em pesquisa e desenvolvimento, administração de riscos etc), mas com um grande fundo de verdade.

    Os “capitalistas selvagens” costumam ver os gerentes (ou burgueses, se preferir o termo) como os verdadeiros gênios e o os operários (ou proletários) como meras engrenagens*. Os marxistas vêem os operários como únicos que trabalham e os gerentes como parasitas. Eu, particularmente, acredito que todos têm sua importância. Os operários são, sem sobra de dúvida, necessários. Mas a parte operacional sem um bom gerenciamento (o que inclui alguém disposto a assumir os riscos de investir em um empreendimento que pode dar certo ou não) está fadada a desestruturação, daí a importância dos gerentes.

    O mal do Capitalismo, tal como ele é praticado, é o excesso de concentração de poder nas mãos de uns poucos. Acredito sim, que pode haver um Capitalismo mais humano, por assim dizer, mas infelizmente ainda estamos longe de ver isso. E tenho certeza de que não é o Estado quem trará a solução para nossos problemas. Muitos estadistas se proporam a isso e quanto mais afinco dedicaram a combater o Capitalismo, mais horrores trouxeram para o mundo (só para citar um exemplo, Hitler vivia criticando a concentração de renda nas mãos de “banqueiros internacionais” – algo muito semelhante ao discurso de políticos atuais).

    * Obs.: Estou dividindo os trabalhadores em duas classes distintas para me manter mais ou menos na linha de debate marxista, ainda que no final das contas não existe esse negócio de duas únicas classes distintas lutando entre si (em uma fantasiosa “luta do bem contra o mal”), mas sim 7 bilhões de seres humanos, entre os quais uns se agrupam a outros para formar uma infinidade de grupos distintos de interesse (no bom sentido). Pelo menos essa é a minha visão. Não me proponho a ser o dono da verdade.

    Abraço!

  4. Outra coisa:

    A respeito do seu comentário em que diz “Quando a cobra chega perto de engolir o chocalho, os financistas gritam, os governos abanam o rabo e o trabalhador paga a conta.”, eu concordo plenamente.

    É uma atitude típica do Capitalismo de Estado. Idealmente, eu preferia um modelo Anarco-Capitalista, onde cada cidadão tivesse a oportunidade de ter seu próprio negócio, sem ser massacrado com uma gigantesca carga tributária paga a um Estado ineficiente e corrupto. Mas infelizmente creio que isso não passe de uma utopia… Sempre haverá alguém nos explorando. Quando não o Estado, grandes conglomerados monopolistas (ou, mais provavelmente, ambos contra nós).

    Seria o caso de uma Revolução? A História nos mostra que isso só troca uma tirania por outra. Aparentemente nossa única opção é continuar nossa luta diária, tentando não afundar no meio do pântano da competição selvagem, mas ironicamente isso é exatamente isso o que “eles” esperam de nós. Então o que fazer? Não sei quanto a vocês, mas eu ainda estou procurando a resposta.

    Abraço!

  5. eu gostei de mais do seu saite
    amei que bom para a gente aprender mais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s