Brasil sem Miséria será discutido pela sociedade civil a partir da semana que vem

Do Blog do Planalto

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, fala sobre a relação entre governo federal e sociedade, durante entrevista ao programa Bom Dia Ministro. Foto: Antonio Cruz/ABr

O governo federal se prepara para discutir, a partir da próxima semana, o programa de combate à miséria com os principais movimentos sociais, entidades sindicais, igrejas e organizações não governamentais, informou o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, no Bom Dia Ministrodesta quinta-feira (12/5).

Segundo afirmou Carvalho, a decisão de fazer o processo de consulta à sociedade sobre o programa Brasil sem Miséria partiu da presidenta Dilma Rousseff. Pela proposta, as entidades sociais e religiosas serão envolvidas no programa – que tem previsão de ser lançado no próximo mês -, porque já trabalham com o público-alvo e têm uma vocação especial para isso. A ideia é buscar os 16,267 milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha da miséria, com um programa dirigido a essa população.

O ministro informou que o que se pretende é oferecer ao morador de rua uma política especial de acolhimento, de tentativa de recuperação, para que esses cidadãos possam retomar a sua vida plenamente e retornar ao convívio familiar, ter um posto de trabalho e viver com dignidade. Durante a entrevista, Carvalho citou a política do governo federal dirigida aos catadores de papel reciclável como exemplo bem-sucedido de um grupo de pessoas que recebeu apoio, orientações, crédito, e conseguiu mostrar “como o ser humano reage, quando se dá a ele o mínimo de condições.”

Sobre a votação do Código Florestal, prevista para a próxima semana, o ministro informou que a presidenta Dilma se envolveu muito na discussão do assunto, mas preferiu não se pronunciar publicamente, porque o tema está sendo discutido no Congresso Nacional.

“Posso te assegurar que ela tem, sim, uma preocupação muito grande que o desenvolvimento do país não seja feito “apesar”, e sim com respeito ao meio ambiente.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s