Operação Avatar desmonta quadrilha que fraudava pagamentos feitos pela Caixa Econômica

Da Agência Brasil

Brasília – Um funcionário terceirizado da Caixa Econômica Federal (CEF) foi preso hoje (30) de manhã em Governador Valadares (MG). Com a ajuda de uma estagiária, ele se valia da facilidade de acesso a informações protegidas por sigilo fiscal para municiar o restante da quadrilha com dados sobre beneficiários de Requisições de Pequeno Valor e Precatórios, pagas por meio do banco estatal.

De posse das informações, os membros da quadrilha usavam documentação falsa para sacar o dinheiro. Até o momento, o prejuízo é estimado em mais de R$ 1 milhão, segundo informou a Polícia Federal.

A Operação Avatar foi deflagrada após quase dois anos de investigações. Foram cumpridos quatro mandados de prisão e sete de busca e apreensão, todos em Governador Valadares.

Durante a operação, mais cinco pessoas foram presas em flagrante quando tentavam sacar as requisições em agências da Caixa. Os envolvidos serão indiciados por crime de peculato, que prevê pena de 2 a 12 anos de reclusão, e formação de quadrilha, que prevê pena de 1 a 3 anos de prisão.

Edição: Vinicius Doria

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s