Serra se irrita com jornalista no RS e ataca imprensa

Do Portal Rede Brasil Atual

São Paulo – José Serra (PSDB), candidato à Presidência da República, irritou-se com uma pergunta sobre Paulo Vieira de Souza, ex-diretor de Engenharia da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa). Souza dirigiu a Dersa durante a gestão de Serra à frente do governo de São Paulo. Além de não responder ao questionamento, ele criticou o jornalista autor da pergunta e acusou o jornal Valor Econômico, pertencente ao Grupo Folha e a O Globo, de estar à serviço do PT.

A declaração soma-se a uma série de bate-bocas protagonizados pelo tucano com jornalistas. Nesta quarta-feira (13), em Porto Alegre (RS), Serra saía de reunião com o candidato derrotado ao governo José Fogaça (PMDB) quando foi questionado sobre Souza, conhecido como Paulo Preto.

Inicialmente, o candidato oposicionista recusou-se a responder por considerar “um preconceito odiento (sic) se referirem a uma pessoa com este apelido”. Ele disse ter considerado que a pergunta dizia respeito ao apelido e não a suas relações com o tucano acusado de ter arrecadado R$ 4 milhões para a campanha antes do período permitido pela Justiça Eleitoral e cujo destino é desconhecido.

Depois, Serra negou desvios em sua campanha e afirmou que sua concorrente, Dilma Rousseff (PT) precisaria explicar irregularidades na Casa Civil – em referência a Erenice Guerra, afastada do cargo por suposto tráfico de influência de seu filho em contratos dos Correios.

Ao falar sobre o caso, Serra voltou-se ao jornalista Sérgio Bueno do Valor Econômico, autor da pergunta sobre Souza, e disse que o veículo “não têm interesse na Casa Civil, naquilo que foi desviado e etc.” O jornalista disse, a seguir, que se tratava de preconceito. Serra respondeu: “não é preconceito. Vocês fazem manchete para o PT botar no horário eleitoral”.

Segundo o portal Terra, antes do encontro com Fogaça, Serra havia defendido a liberdade de imprensa. “Para nós, liberdade e democracia não são instrumento de retórica e a liberdade de imprensa é indispensável. Eu reclamo da imprensa às vezes, mas vou lutar até a morte para que sejam livres no que dizem. Democracia é respeitar aqueles que não estão de acordo”, defendeu. Mesmo durante o evento, o tucano recusou-se a responder sobre Souza.

Histórico

Durante toda a campanha, Serra brigou com jornalistas. Em setembro, ele parou uma entrevista na rede CNT, por não ter gostado do questionamento feito pela apresentadora do canal, Márcia Peltier. Em sabatina a O Globo, Zuenir Ventura foi alvo do descontentamento por ter perguntado ao candidato sobre seu discurso agressivo na  campanha. Ele também acusou repórteres da TV Brasil e do sistema Radiobras de fazerem cobertura enviesada, além de Heródoto Barbeiro, então apresentador do programa Roda Viva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s