GREVE: PORTOS NA FRANÇA PARALISADOS

Enquanto o FMI e o Banco Mundial se reúnem em Washington, procurando reforçar medidas políticas econômicas que garantam o controle do sistema financeiro global, como por exemplo, formas de evitar o risco soberano, ou seja, a possibilidade dos países não pagarem as suas dívidas, os trabalhadores de Portos na França continuam em greve contra as medidas de austeridade aplicadas pelo governo, principalmente aquela que diz respeito a reforma da previdência que eleva a idade mínima para a aposentadoria.

A greve que paralisa o porto de Marselha é organizada pelo sindicato Confederação Geral do Trabalho (CGT). O ato político de greve vem preocupando autoridades do governo frânces, que através do secretário estadual para Transporte, Dominique Bussereau, falando para a rádio France Culture, disse: “Tenham cuidado para não matar Marselha. Se continuarem com este jogo, Marselha desaparecerá”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s