A IMORTALIDADE E A REENCARNAÇÃO PELA ÓTICA DO DESCARTE

1- A repetição sem reflexão

O filme NOSSO LAR teve em 5 dias um milhão de expectadores, um número que atualmente representa a metade do total de expectadores. Porém, considerando apenas os cinco primeiros dias, podemos dizer que a média de público diária foi de 200 mil pessoas distribuídas nos 2000 cinemas do país o que representa 100 ingressos por cinema a cada dia. Sabendo que cada cinema tem em média 5 sessões diárias, teríamos 20 pessoa em cada sessão. O que nem de longe é um sucesso.

Longe de querer desmerecer a produção cinematográfica brasileira, o que tentei demonstrar aqui foi a construção de um fractal, uma repetição de figuras geométricas em diferentes escalar como na figura abaixo conhecida como Koch snowflake (ou floco de neve de Koch) e também usada para traçar os limites da cidade que dá título ao filme.

Von_Koch_curve

O movimento do fractal se assemelha ao efeito produzido por uma pedra lançada numa lago: há um impulso inicial que vai perdendo força ao se afastar do centro. O contrário dessa finitude de movimento e consequente paralisia é a mensagem que o filme trás dizendo que a vida continua.

2 – A reflexão através da repetição

Na Grécia, Platão (400 a.C.) dizia que o mundo das formas onde vivemos é a copia do mundo das ideias, onde tudo era perfeito. Essa teoria deu origem a uma estrela de seis pontas, que foi adotada pelos judeus como bandeira. E transmite a ideia de que o que há em cima é como o que há embaixo.

Outro que falou sobre o tema foi o alemão Arthur Schopenhauer (1788 – 1870), quando dizia que a morte um indivíduo não inviabiliza a continuação da espécie porque outro igual a esse que morreu, nasceria e ocuparia seu lugar sem prejuízo algum. Sobre esse fenômeno, escreveu um livro chamado “Da Morte e a Indestrutibilidade do Ser em Si”.

A transmissão das características físicas através das gerações foi estudada pelo padre Gregor Mendel (1822-1884), um austríaco que se dedicou ao estudo das ciências naturais, cruzando as plantas da horta do mosteiro em que vivia e os resultados se tornaram gráficos matemáticos. Seu estudo mais conhecido e que deu a ele o título de “pai da genética” foi feito com ervilhas verdes e amarelas e comprovou pela primeira vez que existe um ritmo próprio na transmissão de características genéticas dentro de uma linhagem parental. Essas características foram chamadas de dominantes e recessivas de acordo com a frequência em que apareciam nos cruzamentos.

Entre 1743 e 1794, viveu na França um químico chamado Antoine-Laurent de Lavoisier autor da Lei da Conservação das Massas em que dizia que qualquer sistema, físico ou químico, nunca se cria nem se elimina matéria, apenas é possível transformá-la de uma forma em outra. Portanto, não se pode criar algo do nada nem transformar algo em nada (Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma). Ou, como diria o físico alemão Einstein (1879-1955), E=mC². Energia é a matéria na velocidade da luz ao quadrado ou o princípio da encarnação do espírito defendido no filme e demonstrado pela física. Chegamos aqui a conclusão de que espiritismo não é religião como pensam os brasileiros mas um conjunto de teorias filosóficas que foram ao longo da história ganhando corpo e se adensando.

Nesse momento o leitor pode se perguntar “o que faz esse texto num blog político”. E eu respondo com a brilhante frase de um amigo meu “mas tudo é política”. E se tudo é política, vamos a prática da nossa cidadania. Afinal, o nascimento de uma alma é coisa demorada, cantava a banda O Rappa.

Para quem achou que a preservação da natureza e a redução da mortalidade infantil eram temas novos, fica a sugestão de leitura dos filósofos citados acima. Em todas essas épocas e também na nossa, o homem busca a imortalidade, mesmo a maquiagem e a cirurgia plástica apontam para um só caminho, a juventude, o ganho de mais alguns anos, a chance de viver um pouco mais, a preservação da memória e da consciência, a vida eterna.

3- A repetição para comprovar a reflexão

Existe uma experiência feita no blog http://decompondolixo.blogspot.com/ com garrafas de refrigerante que simula as condições do lixo deixado em aterros sanitários e outro que recebe um tratamento mais adequado. Na primeira figura, vemos plásticos, papéis e restos de comida misturados, semelhante ao quilo de restos que produzimos todos os dias. No decorrer de 7 semanas, o volume é o mesmo e além do mal cheiro e do chorume, ainda tem a liberação de metano e gás carbônico.

Já a segunda figura mostra uma composteira onde são colocados apenas os restos dos alimentos frescos. Os alimentos cozidos não entram na mistura porque contém óleo que impermeabiliza o material e impede a atuação das bactérias que irão diminuir o volume. Após 7 semanas observamos a redução de dois terços do material ali contido.

Fala-se muito em reciclagem e da responsabilidade das prefeituras sobre o lixo que fica do portão de casa pra rua, da sujeira deixada nas calçadas e dos materiais que ao serem jogados na água causam a destruição do ecossistema existente no local. Pois bem, se não temos uma usina de reciclagem em nossa cidade e nem coleta seletiva em nossas casas, podemos fazer compostagem do lixo orgânico e aquela terça parte que sobra, vira alimento para as plantas, reafirmando a continuidade da matéria segundo a literatura citada acima.

Antes de qualquer coisa, quero que observem a curva desse gráfico:

Já que esse material produzido pelo homem permanece mais tempo no mundo e o material produzido pela natureza se decompõe e se recompõe infinitas vezes, podemos concluir que quanto mais natural, mais sustentável. Desse modo, podemos falar de responsabilidades compartilhadas. Quem comprou, incentivando a continuidade da produção é a mesma pessoa que ao deixar de comprar desestimula a fabricação e isso, você é responsável pelo seu lixo e pelo destino que ele tem e não a prefeitura que só recolhe e na maioria das vezes abandona.

Um fractal é como uma teia, a partir de um ponto o mesmo movimento é repetido infinitas vezes até que fique muito distante para que se possa ver e começamos a achar que o tamanho diminuiu, mas na verdade foi a distância que aumentou. O fractal é uma ilusão de ótica. Assim como o lixo que desaparece da nossa porta.

4- Reflexão gerando a repetição

Para reduzir seu lixo orgânico a uma terça parte você precisa de um balde todo cheio de furos e um prato de plantas embaixo para recolher o excesso de líquidos. O processo inteiro demora cerca de 3 meses, ou seja, são 90 dias consecutivos de digestão do material depositado sendo que a cada 3 dias você vai precisar revirar a mistura, mas não se preocupe porque ela não cheira mal e nem provoca alergias.

Pegue o balde furado e mantenha ele abrigado do sol pois os primeiros digestores são os fungos e eles só se desenvolvem em lugares quentes, úmidos e escuros. Depois de colocar cascas e folhas de frutas, legumes, talos de verduras, ovos e pó de café usado dentro do balde, jogue um pouco de terra e depois cubra com um pano seco para evitar que as moscas depositem ovos ali dentro. Alguns colocam tampa plástica mas pode sufocar os digestores caso os furos entupirem.

Uma molécula de água é feita de um átomo de oxigênio e dois de hidrogênio. Algumas reações químicas quebram essas moléculas e criam novos compostos fixando o hidrogênio na terra e liberando oxigênio na atmosfera junto com gás carbônico, afinal toda matéria é feita de carbono. É importante revirar a mistura a cada 3 dias para que o oxigênio (O2) possa voltar ao processo de quebra e reagrupamento das das moléculas. Essas reações químicas produzirão calor que pode chegar a 45º por isso use uma ferramenta quando misturar o composto.

Fique atento para corrigir o excesso de umidade ou a falta dela. Quando a mistura começar a se decompor, algumas plantas podem liberar água em demasia e resfriar a mistura, para absorver o excesso de água, use folhas secas, cascas de milho ou fibras de coco. Se ao contrário houver uma forte seca, acrescente um pouco de água e misture novamente.

Os furos na lateral do balde e o pano que cobre são são importantes para permitirem a passagem de ar mas os furos de baixo, vão escoar o chorume verde que poderá ser diluído em água e com ajuda de um borrifador, ser jogado nas plantas. Atenção: nunca deve ser despejado na terra o concentrado porque tem alta toxicidade. Paracelso dizia que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose.

compostagem

Compostagem

Depois de retirar a parte do lixo que dá mal cheiro e produz gás metano do portão de casa, lave antes do descarte o material reciclável e saia em busca de uma cooperativa de catadores. Se você fizer a sua parte, será o centro de um fractal e a reprodução do seu gesto pelos vizinhos e amigos dará a volta ao globo, acredite.

A cada 3 meses você terá uma terra boa para plantar, o que não quer dizer que as plantas precisem ser adubadas na mesma medida. Uma planta precisa de adubo duas vezes por ano. Nessa entressafra você pode reservar o insumo ou comercializá-lo. Pode criar um viveiro de mudas com garrafas de refrigerante e também comercializá-la e caso plante legumes e verduras, pode comer vegetais orgânicos. Se você não adicionar fertilizantes e ou adubos químicos, suas plantas serão orgânicas, como na época do Padre Mendel e suas ervilhas.

Considero fundamental para permitir que a vida continue, como no filme, que os seres humanos percebam que a reflexão geradora de uma nova atitude é o que permite se não o indivíduo viver mais tempo, a espécie, a sua linhagem genética, seus filhos e netos.

Anúncios

4 Respostas para “A IMORTALIDADE E A REENCARNAÇÃO PELA ÓTICA DO DESCARTE

  1. Pena que o gif não se mova, tem que clicar nele. Mas o resultado final ficou ótimo. Aguardo os comentários.

  2. Sim, o espiristimo não é religião é uma filosofia que segue os preceitos do grande mestre jesus . Palavras de uma simpatizante e iniciante nos estudos espírita

    beijos no coração de sua seguidora @rosanacristina

  3. Interessante texto. Um boa iniciativa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s