Dilma defende gratuidade a toda população a medicamentos para diabetes e hipertensão

Luciana Lima
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse hoje (16) que seu plano para a saúde prevê a universalização do acesso gratuito aos medicamentos para o diabetes e a hipertensão. Dilma se reuniu na semana passada com representantes da indústria farmacêutica nacional e internacional e avaliou que o país tem condições de fornecer esses medicamentos gratuitamente à população.

“Já subsidiamos 90% do valor desses medicamentos distribuídos nas redes de farmácias. O que queremos é subsidiar os 10% restantes”, disse a candidata.

De acordo com Dilma, o país tem um custo anual de R$ 400 milhões para bancar o subsídio já existente. Pagar a integralidade do preço do medicamento significaria algo em torno de R$ 40 milhões.

A distribuição desses medicamentos, nos planos da candidata petista, deverá englobar as farmácias privadas. Atualmente, existem 12 mil farmácias cadastradas pelo Ministério da Saúde e aptas para distribuir os remédios a custo zero. Existem, ainda, cerca de 500 farmácias públicas que também seriam usadas para essa distribuição. “Temos que aproveitar a elevadíssima capilaridade da rede privada para levar esses medicamentos para todo o Brasil’, explicou a candidata.

Os principais alvos da política de medicamentos, de acordo com a candidata, seriam o fortalecimento da distribuição dos medicamentos genéricos, das vacinas e de remédios mais sofisticados, que usam a biotecnologia.

Dilma voltou a lamentar a extinção da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). No entanto, ela apontou como saída o aumento da arrecadação, apostando no aumento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. “Se o PIB cresce, a arrecadação cresce. A parte primeira do que for arrecadado a mais com o crescimento do PIB tem que ir para a área da saúde.”

Outros pontos do seu programa de saúde estão sendo fechados. No entanto, a candidata adiantou que o programa será baseado na instalação de unidades de Pronto-Atendimento (Upas) e na instalação de policlínicas regionais para atendimento especializado.

Além disso, Dilma pretende instalar clínicas de prevenção do câncer e formar uma rede de atendimento à mulher e à criança usando o aparato do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Dilma continua reunida com o presidente do PT, José Eduardo Dutra, na sede do comitê de campanha, em Brasília, fechando detalhes sobre o seu programa de governo. José Serra passa o dia em Porto Alegre e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul. Marina Cumpre agenda em São Paulo.

Edição: Talita Cavalcante

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s