PARA SERRA A EDUCAÇÃO NÃO TEM A VER COM A VIDA

Na ausência de debate entre os presidenciáveis — ou seja: na ausência de confluências de corpos-discursos que pudessem engendrar um curso de novos enunciados virtuais criadores que se atualizassem para o eleitor como percepções para além do óbvio — promovido pela controladora do tempo midiático, Rede Bandeirantes, ontem à noite, a primeira pergunta talvez tenha gerado a ilusão de uma seriedade política. Pedia-se para que os candidatos escolhessem um tema entre educação, saúde e segurança e discorressem sobre ele.

Antes de o candidato Serra emitir a sua opinião sobre os temas, os demais candidatos destacaram a certeza de que todos os três estavam inter-relacionados. Dilma, a candidata do governo que efetivamente constituiu políticas públicas vivas no Brasil, digo, a candidata de Lula, tornou este fato mais evidente ainda quando percebeu e enunciou o equivoco da pergunta: Dilma falou que não se podia escolher um dos temas porque todos fazem parte de um plano político que ser quer efetivo e vivo para que haja transformação na existência das pessoas.

Já Serra, tomou todo o cuidado de fazer uma distinção entre os três temas de onde fez soltar sua compreensão de educação; o que lhe tirou qualquer tentativa de aproximar educação, saúde e segurança como um plano político efetivo. Serra disse que a saúde era muito importante porque ela trata da vida e a educação não, esta tem a ver com o futuro. Depois discorreu sobre o tema segurança.

Quando Serra separa educação e saúde fazendo a distinção entre vida e futuro ele não percebe o futuro, o porvir, como construção e composição de elementos constitutivos da Vida, não de um estado de sobrevivência, que só se torna possível a partir de um desdobramento das ações que se tornam presentes. Há sempre um processo constitutivo onde a Vida é a condição por excelência de transformação da realidade para que possamos chegar a uma liberdade efetiva.

Pediríamos muito do candidato Serra, o qual demonstrou em suas falas o quanto prioriza os elementos do Estado neoliberal em vez das pessoas, se quiséssemos que ele compreendesse que pensar a Vida pode ser a problematização do pensamento que pensa sua própria história para se libertar do que ele pensou e pensa e, assim, podermos “pensar de outra forma” (Nietzsche, Foucault, Deleuze). Estamos sempre na tarefa de produzir o novo colocando em questão as forças estabelecidas.

Neste sentido, Educação, Saúde e Segurança são elementos constitutivos da Vida que ultrapassam a realidade do Estado de direito. Mas, que se fazem necessárias como políticas públicas efetivas em um governo democrático representativo, para que as pessoas não possam se fixar em um estado de sobrevivência onde a dignidade da vida humana é colocada em jogo. Serra parece não compreender a importância levantada por Dilma de não distinguir estes três elementos em uma gestão política nacional.

Se acreditarmos que a democracia se resume ao Estado de direito e que o interesse da maioria que sublima o da minoria tem na lei sua forma primordial, é de fato perigoso para as pessoas (o conjunto da maioria e da minoria) um presidente que não compreenda que a Educação é Vida e pode ser através dela que uma prática revolucionária constitutiva possa se tornar possível.

Dilma em suas falas materializou as realizações do governo Lula e evidenciou as transformações que estas vêm fazendo na vida das pessoas, tirando-as de um estado de sobrevivência e as possibilitando a oportunidade de produzir seus próprios caminhos de modo digno. Demonstrou lúcida e seguramente o que é necessário mudar para uma transformação maior ainda. Logo, Dilma compreendeu que é necessária uma leitura do passado para que se possam encontrar os elementos que se juntem e se componham para transformar o presente e abrir a Vida para o futuro.

A educação é o que vivifica (Goethe, Nietzsche) e cria incessantemente o porvir. Deste modo ela está ligada diretamente não somente a saúde e a segurança, mas a toda ação efetiva de transformação da realidade constituída.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s