PROJETO PREVÊ DEVOLUÇÃO DE DINHEIRO EM CASOS DE INTERRUPÇÃO NO TRAJETO DE ÔNIBUS

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO VEREADOR JOSÉ RICARDO

O vereador José Ricardo Wendling (PT) pronunciou-se mais uma vez, na manhã desta terça-feira (3), no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), sobre a situação em que se encontra o transporte coletivo da cidade, com ônibus velhos, que “quebram” pelas ruas diariamente. E quem sofre com tudo isso é a população, que paga uma das passagens mais caras do País, por um serviço de péssima qualidade. Para ele, a Prefeitura – que até hoje não colocou em prática suas promessas – precisa urgentemente gerenciar o sistema de transporte coletivo.

José Ricardo solicitou agilidade no andamento de seus projetos de lei, em tramitação na CMM, como o que prevê o ressarcimento dos usuários do transporte em casos de interrupção da viagem, propositura em parceria com o vereador Ademar Bandeira (PT). “Temos conhecimento que todos os dias vários ônibus ‘pifam’ pelas ruas da cidade. E, em muitas ocasiões, os usuários ficam no prejuízo quando precisam pagar duas passagens para chegar ao seu destino final. Com esse projeto, nessas situações, eles devem ser ressarcidos”, explica o vereador, ressaltando que há mais de um projeto nesse sentido na Casa, defendendo assim que as proposituras sejam unificadas. Ele sugeriu ainda que seja criado um estatuto para os usuários do transporte, um documento que garantiria direitos e deveres.

De acordo com o parlamentar, é preciso discutir com mais seriedade o funcionamento do sistema de transporte, bem como a tarifa de ônibus. Nesse sentido, Projeto também de sua autoria prevê que antes de qualquer reajuste de tarifa deve haver audiência pública e apresentação das planilhas de custo. “é preciso haver transparência, o que não temos até hoje”, afirma ele, acrescentando que a Prefeitura chegou a divulgar que criaria uma empresa pública para gerir o sistema, mas, por enquanto, são apenas promessas. “Se for para ficar com empresas privadas, a Prefeitura deve assumir o gerenciamento. Por enquanto, o executivo está calado”.

No próximo dia 18, às 15h, será realizada Audiência Pública, no auditório da CMM, uma propositura do vereador José Ricardo, para debater o BRT (projeto de transporte da Prefeitura) e o Monotrilho (projeto defendido pelo Governo do Estado). “Esta Casa ainda não tem um posicionamento definitivo sobre essas duas modalidades de transporte. Por isso, é importante o debate. Há dúvidas, inclusive, quanto à eficácia do Monotrilho, em que especialistas e o próprio prefeito criticam”.

“Caso Emparsanco”

José Ricardo comentou ainda que, por meio de solicitação de sua autoria, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) está avançando nas investigações que estão sendo feitas, por meio de auditoria, junto à Empresa Emparsanco, que recebeu cerca de R$ 41 milhões da Prefeitura de Manaus, referente a serviços de recuperação de vias. “Esses pagamentos foram feitos a essa empresa e até hoje não se sabe o que foi feito. é muito dinheiro público, que precisa ser prestado contas”.

Contato: 3303-2842/2843
josericardo@cmm.am.gov.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s