BRASIL VAI MANTER POSIÇÃO A FAVOR DE UM ACORDO ENTRE IRÃ E COMUNIDADE INTERNACIONAL

A União Europeia (EU) aprovou uma nova rodada de sanções ao Irã. Foi decidido a suspensão de investimentos nos setores de gás e petróleo. Ainda houve o aumento da vigilância e da fiscalização sobre os bancos iranianos e maiores restrições a vôos de carga. Empresas européias estão proibidas de venderem equipamentos para a produção e refinamento de petróleo e gás para o Irã. E a aplicação em projetos, assistência técnica e transfrência de tecnologia à indústria petrolífera iraniana por companhias européias estão vedadas.

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, lamentou as sanções  e afirmou que tal atitude não ajuda o diálogo e prejudica a população. Segundo o ministro, o Brasil vai manter a sua posição de ser a favor do diálogo para que se mantenha as negociações entre o Irã e a comunidade internacional. Para Celso Amorim, segundo a Agência Brasil:

“[O pacote com as novas sanções] é uma pena. Quem sofre com as sanções é o povo. Em todos os casos, as elites dão um jeito de se manter [quando há restrições]”, disse Amorim, que hoje se reuniu com autoridades palestinas em Ramalá, na Cisjordânia. “Não vou falar coisas aqui que possam significar o enrigecimento de posições”.

Amorim ainda falou sobre o que espera do Irã: “Em todas as reuniões com o Irã, nós sugerimos que eles sejam pacientes”, disse o chanceler. “Eu espero que o Irã aja com flexibilidade”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s