UTILIDADE PÚBLICA – BB simplifica compra de caminhões novos e usados

Do  Portal Brasil

Os quase um milhão de caminhoneiros autônomos brasileiros e 159 mil empresas transportadoras do País terão, a partir de agora, maior facilidade para adquirir caminhões, chassis, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos, reboques, semi-reboques e carrocerias para caminhões, novos ou usados, de fabricação nacional.

É que o Banco do Brasil fechou, nesta sexta-feira (23), no Rio de Janeiro, um convênio de correspondente bancário com o Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC), que torna mais simples e ágil o pedido de financiamento de caminhões e outros veículos por meio do Procaminhoneiro – uma linha de crédito especial para o setor, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Graças a esse convênio, 67 sindicatos vinculados à MUBC vão poder acolher propostas do Procaminhoneiro. O beneficiários são pessoas físicas ou jurídicas, que atuem há dois anos no segmento de transporte rodoviário de carga no País, com renda anual ou receita operacional bruta de até R$ 2,4 milhões. Quanto aos encargos, a taxa de juros fixa de 4,5% a.a. e o prazo de pagamento é de até 96 meses, com carência de 6 meses para começar a pagar.

Um projeto piloto será realizado com o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Bens nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia, com sede no Rio de Janeiro. O transportador autônomo terá a vantagem de contar com um atendimento especializado, em local de mais fácil acesso, já que as entidades sindicais estão localizadas perto das rodovias ou postos de gasolina.

As propostas deverão ser formalizadas até 30/11/2010, pois a vigência do convênio termina em  31 de dezembro deste ano.

A iniciativa tem o objetivo de acelerar o processo de formalização de propostas e aproveitar a taxa de juros de 4.5% ao ano com vigência até dezembro. O custo financeiro do Procaminhoneiro, antes composto por TJLP mais 7%, foi reduzido em outubro do ano passado, com o objetivo de sustentar os investimentos no País. Além disso, a taxa de juros do Procaminhoneiro foi a única a se manter nesse patamar depois de 1º de julho, quando as demais linhas tiveram os juros reajustados.

“Essa é uma excelente oportunidade para o transportador autônomo adquirir um veículo novo e melhorar sua performance. O impacto para economia  brasileira também é consequente. Não podemos esquecer que nosso País tem dimensões continentais e que tem 60% do PIB transportado em caminhões”, afirma Walter Malieni, diretor de Crédito do Banco do Brasil.

No Brasil, existem mais de 817 mil caminhoneiros autônomos registrados na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), enquanto as empresas transportadoras são 159 mil. De acordo com relatório da ANTT, o transporte rodoviário é responsável por 61,1% das cargas transportadas anualmente no País, seguido pelo modal ferroviário e aquaviário com 20,7% e 13,6% respectivamente.

Mais informações: Central de Atendimento do Procaminhoneiro (0800-7295253).

Fonte:
Banco do Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s